Sem medo de vir a baixo! - Integrando ambientes

Os novos empreendimentos estão com metragens cada vez mais enxutas. Ao mesmo tempo, todas as fichas são depositadas em generosas varandas gourmet. É nessa realidade que surge a ideia (ou necessidade) de juntar os ambientes.

Opção de design para amplos cômodos ou recurso contra a falta de espaço, os ambientes integrados são bem mais do que simplesmente derrubar tudo quanto é parede: quem vai dizer a real necessidade de integrar espaços é o cotidiano – é preciso muito planejamento!

Antes de realizar esse tipo de projeto, um estudo sobre as prioridades de cada cliente para um melhor dimensionamento da estrutura da casa e da reorganização dos móveis: é preciso saber se a parede é estrutural e se é composta por pilares ou vigas. A partir daí, é cumprido um cronograma de planejamento, reforma e reorganização da decoração.

Apesar de proporcionar uma aparência moderna às residências, esse estilo tem vantagens e desvantagens. Abaixo, confira os prós e contras da conjugação de cômodos:

Vantagens:

  •     Aumento do espaço;
  •     Maior área de circulação para moradores e visitantes;
  •     Ambientes mais arejados;
  •     Otimização dos espaços.

Desvantagens:

  •     Diminuição da privacidade;
  •     Pouco isolamento visual;
  •     Falta de isolamento acústico.

Portanto, é importante que toda modificação estrutural para a integração de cômodos residenciais seja feita com muito planejamento e segundo as orientações de um (a) profissional, que também deve calcular se a troca de materiais ou mesmo a quebra de paredes não trará riscos à construção.

Combinações mais usuais como entre salas e cozinhas, ou cozinhas e áreas de serviço há diversas possibilidades para a criação de um novo cômodo a partir da união de diferentes áreas da casa. Divirta-se!

 

Sala/Cozinha

Sala e cozinha são dois cômodos que formam uma das melhores combinações de ambientes integrados. Demolir a parede que os separa cria uma grande área única e o uso de uma ilha entre os dois ambientes que servirá de base para acomodar os amigos enquanto você prepara o jantar.

Cozinha/Exterior

Cozinha e áreas externas, como o jardim ou a churrasqueira, geram a otimização da área de lazer. A parede pode dar lugar para bancada que passe pelos dois ambientes. Portas retráteis também podem ser utilizadas, permitindo que o ambiente seja revertido em dois, dependendo da situação.

Sala/Exterior

Integrar a sala com a área externa é uma boa para quem gosta do contato com a natureza. Ao invés de optar por grandes portas e janelas na parede, cria-se a possibilidade de uma abertura completa ou parcial para dar maior flexibilidade ao ambiente. Portas de vidro são uma boa dica para integrar visualmente e isolar as intempéries.

Sala/Quarto

Para apês maios apertados, a dica é para quem mora sozinho. A junção de quarto e sala promete mais espaço e praticidade.

Quarto/Closet e Quarto/Banheiro

O closet não precisa necessariamente ter porta e paredes, como um grande armário. O cômodo pode ser feito com o uso de prateleiras e estantes que, combinadas entre si, delimitam sua área e oferecem mais praticidade. Uma iluminação direcionada e adequada pode ser um detalhe muito importante nessa junção de ambientes.

Enquanto suíte, conjugar o quarto com o banheiro é utilizar uma parte da parede em vidro. Através da transparência, os ambientes são visualmente integrados, mas o quarto fica isolado da área molhada. É preciso que essa integração seja parcial para também permitir a privacidade.

 

Cozinha/área de serviço ou lavanderia

A integração da cozinha com a área de serviço pode ser feita harmoniosamente com o uso de elementos vazados, como o cobogó, que é decorativo e muito funcional para a ventilação. Há uma vasta gama de possibilidades e variedades de materiais de construção vazados no mercado atualmente.